Gestão do conhecimento para a administração pública brasileira: um estudo de caso para aplicação na CPRM – Serviço Geológico do Brasil

Data da publicação

2018-08-27

Coordenador(es)

Organizador(es)

Evento

Entrevistador(a)

Entrevistado(a)

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo
A gestão do conhecimento contribui com novas opções e práticas de gestão, melhorando a capacidade de realização que podem beneficiar e aprimorar a administração pública. Gerenciar o conhecimento tornou-se uma nova responsabilidade da administração pública para que ela possa aumentar a efetividade dos serviços públicos e melhorar a sociedade a qual ela serve. Sendo a CPRM uma empresa de pesquisa e desenvolvimento, necessita de um modelo de gestão de PD&I, baseado em equipes pluri e interdisciplinares e redes de pesquisa multi-institucionais, com a aplicação de práticas de gestão do conhecimento para atender à necessidade em gerir o conhecimento que produz com eficácia e qualidade. Diante da escassa abordagem e utilização de técnicas de gestão do conhecimento no âmbito da CPRM, este trabalho procura sugerir práticas de gestão do conhecimento mais adequadas ao ambiente geocientífico, no intuito de fornecer suporte desse processo de gestão, destacando que o conhecimento em instituições de PD&I deve ser gerido desde seu nascimento, na elaboração do projeto de pesquisa. Neste sentido, este trabalho sugere práticas de gestão do conhecimento já consolidadas na Embrapa para implementação na CPRM, sendo sugestões de práticas relacionadas à gestão de recursos humanos: a Educação Corporativa, a Universidade Corporativa, o Mentoring (mentoria) e o Coaching. Para práticas relacionadas a processos organizacionais sugere-se a implementação do Benchmarking e de um sistema de gestão por competências e banco de competências individuais; já em relação a práticas relacionadas à base tecnológica e funcional, indica-se a criação de um sistema de gerenciamento de fluxo do trabalho (workflow). Por fim, conclui-se que as práticas estão diretamente relacionadas com a expansão da capacidade das pessoas e das equipes de projetos de pesquisa (executores e gestores) de aprender e, consequentemente, de gerar novos conhecimentos, produtos e processos com maior qualidade e agilidade. Diante do exposto, as práticas de GC implementadas pela Embrapa e indicadas neste estudo são adequadas para iniciativas de GC na CPRM. A similaridade institucional, como empresas públicas de pesquisa e desenvolvimento, além do vínculo em comum, sendo as organizações geridas pela administração pública federal, ressaltam as sugestões de práticas a serem implementadas na CPRM.

Descritores

Palavras-chave

Keywords

Citação

Relacionado com

Contido em

Licença