O processo de implementação da estratégia de enfrentamento da pobreza no campo do Governo do Estado de Minas Gerais

Data da publicação

2017

Coordenador(es)

Colaborador(es)

Organizador(es)

Evento

Entrevistador(a)

Entrevistado(a)

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo
O enfoque da integralidade como tendência no tocante às proposta de enfrentamento de problemas sociais complexos colocam questionamentos relevantes para o processo de implementação de políticas públicas quanto às variáveis que irão lhe influenciar, bem como relativos aos fatores que condicionam a sua condução. Em vista disso, o presente trabalho tem como objetivo analisar o processo de implementação da Estratégia de Enfrentamento da Pobreza no Campo desenvolvida pelo governo do Estado de Minas Gerais. Para tanto, foi realizado um levantamento bibliográfico sobre a temática da pobreza, do ciclo de políticas públicas e da importância da intersetorialidade, enquanto resposta pública mais adequada para conceber integralmente a superação de processos de destituição. Trata-se de uma pesquisa descritiva operacionalizada através da análise documental de registros administrativos e regulamentadores da política, observação direta das reuniões do Grupo Coordenador da Estratégia, bem como entrevistas semiestruturadas com atores-chaves para o processo. Decorrente do caminho metodológico percorrido as principais conclusões obtidas foram no sentido de que a implementação em curso é percebida como processo autônomo de tomada de decisões que se relaciona com arranjos institucionais complexos, a despeito de, até o momento, tais arranjos não terem sido amplamente incluídos na política. Foi identificado que a intersetorialidade como modelo de gestão está sendo construída pelo Novos Encontros haja vista que apesar de tê-la como fundamento ela ainda não desenvolveu com efeito variáveis importantes para sua realização na prática e em intensidade adequada para alcance do objetivo da política.

Abstract
The focus of integrality as a trend in relation to the proposal of coping with complex social problems raises questions that are relevant to the process of implementation of public policies regarding the variables that will influence it, as well as the factors that condition its conduct. In view of this, the present work aims to analyze the implementation process of the Strategy for Combating Poverty in the Countryside developed by the government of the State of Minas Gerais. In order to do so, a bibliographical research was carried out on the theme of poverty, the cycle of public policies and the importance of intersectoriality, as a more adequate public response to fully conceive of overcoming processes of destitution. It is a descriptive research operationalized through the documentary analysis of administrative and regulatory records of the policy, direct observation of the meetings of the Strategy Coordinating Group, as well as semi-structured interviews with key actors for the process. Due to the methodological path taken, the main conclusions were that the current implementation is perceived as an autonomous decision-making process that is related to complex institutional arrangements, even though, so far, such arrangements have not been widely included in politics. It was identified that the intersectoriality as a management model is being built by the New Encounters there is sight that although it has as its foundation it has not yet developed, in effect, important variables for its realization in practice and in adequate intensity to reach the objective of the policy.

Descritores

Palavras-chave

Citação

SILVA, Michelle Vieira da. O processo de implementação da estratégia de enfrentamento da pobreza no campo do Governo do Estado de Minas Gerais. 82 f. Monografia (Graduação em Administração Pública) – Escola de Governo Professor Paulo Neves de Carvalho, Fundação João Pinheiro, Belo Horizonte, 2017

Relacionado com

Contido em

Licença

Coleções