A economia política nas Ciências Sociais no Brasil: escopo, trajetória e perfil dos artigos

Data da publicação

2021

Orientador(es)

Coordenador(es)

Colaborador(es)

Organizador(es)

Evento

Entrevistador(a)

Entrevistado(a)

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo
Introdução: O artigo resgata a trajetória da Economia Política, para definir essa área e disciplina. Em seguida, analisa a produção de artigos acadêmicos, no decênio 2009-2018, na subárea de Economia Política nas Ciências Sociais no Brasil. Busca evidenciar o relativo enfraquecimento dessa subárea nas últimas décadas. Os objetivos foram definir critérios de inclusão dos artigos na área de economia política; identificar os temas específicos que têm sido pesquisados e os recursos metodológicos adotados; avaliar os resultados encontrados e sugerir caminhos institucionais e de pesquisa para o desenvolvimento da Economia Política nas Ciências Sociais. Materiais e Métodos: A metodologia identifica, quantifica e distingue os conteúdos de artigos de Economia Política publicados em nove periódicos nacionais A1, A2 e B1, conforme a classificação em vigor do Qualis Periódicos da Capes para a Ciência Política e Relações Internacionais. Resultados: Conclui que os economistas lideram a produção, especialmente das temáticas do desenvolvimento e da macroeconomia. Na economia política internacional, há uma distribuição equilibrada de artigos entre o periódico diretamente vinculado à subárea analisada e as revistas mais próximas das ciências sociais stricto sensu, nas quais, por outro lado, predominam conteúdos das políticas sociais e das instituições políticas. Discussão: O desenvolvimento da subárea passa pela construção de pontes teórico-metodológicas e redes institucionais entre a economia e a política.

Abstract
Introduction: The article rescues the trajectory of Political Economy, to define this area and discipline. Then, it analyzes the production of academic papers, in the decade 2009-2018, in the subarea of Political Economy in Social Sciences in Brazil. It seeks to show the relative weakening of this subarea in recent decades. The objectives were to define criteria for inclusion of papers in the area of political economy; identify the specific themes that have been researched and the methodological resources adopted; evaluate the results found and suggest institutional and research paths for the development of Political Economy in Social Sciences. Materials and Methods: The methodology identifies, quantifies and distinguishes the content of papers of Political Economy published in nine national journals A1, A2 and B1, according to the current classification of Capes Qualis Periodicals for Political Science and International Relations. Results: It concludes that economists lead production, especially on the themes of development and macroeconomics; in international political economy, there is a balanced distribution of papers between the journal directly linked to the subarea analyzed and the journals closest to the social sciences stricto sensu, in which, on the other hand, content of social policies and political institutions predominates. Discussion: The development of the subarea involves the construction of theoretical-methodological bridges and institutional networks between economics and politics.

Descritores

Palavras-chave

Citação

IANONI, M.; GUIMARÃES, A. Q.; QUINTAS, F. M. A economia política nas Ciências Sociais no Brasil: escopo, trajetória e perfil dos artigos. Revista de Sociologia e Política, Curitiba, v. 29, n. 77, p. 1-23, out. 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1678-987321297704. Acesso em: 23 dez. 2021.

Relacionado com

Contido em

Licença