Aspectos da liderança e o papel desempenhado pelo gerente de unidade básica de saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte no processo de implantação do Programa Saúde da Família

Data da publicação

2009-09-29

Orientador(es)

Coordenador(es)

Colaborador(es)

Organizador(es)

Evento

Entrevistador(a)

Entrevistado(a)

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Fundação João Pinheiro
Resumo
Este trabalho de dissertação teve o propósito de analisar o papel desempenhado pelo gerente de Unidade Básica de Saúde (UBS) no processo de implantação do Programa Saúde da Família (PSF), em Belo Horizonte, no período de 2002 a 2008. Procura compreender as características comuns à liderança dos gerentes das unidades básicas de saúde, face às diretrizes do modelo assistencial focado na estratégia do PSF adotado pela Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (SMSA). O trabalho é um estudo exploratório sobre as características comuns à liderança dos gerentes das unidades básicas de saúde, em face das diretrizes do modelo de gestão adotado para o Programa Saúde da Família, que contribuíram para a implementação das metas estabelecidas. Foram realizadas entrevistas com uma amostra de 18 gerentes, dois por regional para compreensão dos recursos, por estes utilizados, que facilitaram ou dificultaram a implantação do PSF. Apresentam-se as teorias organizacionais, da teoria clássica até as teorias que explicam as organizações como instituições legitimadas pela sociedade. Enfoca também o conceito de liderança considerando as abordagens da teoria dos traços ao enfoque sociológico de Selzinick (1971) para compreendermos a importância da liderança para a função gerencial e as interfaces desse conceito com os aspectos da mudança organizacional em instituições públicas. Desenvolve breve histórico do movimento sanitário até a constituição do Sistema Único de Saúde (SUS) em 1988, com a Constituinte. Detalha ainda o PSF e a caracterização que este adquiriu na SMSA. A análise concluiu que os gerentes de UBS exercem três papéis fundamentais para obter os resultados pretendidos com a mudança do modelo assistencial: a de administrador, o de garantidor da legitimidade institucional e o de líder de um projeto que pressupõem uma construção coletiva. O estudo conclui que estes papéis em maior ou menor grau ainda não estão apropriados por todos os gerentes em função de arranjos institucionais inicialmente necessários a implantação do novo modelo, que não contemplou a adequada atenção ao gerente de unidade básica de saúde, com formação, capacitação focada nesses três papéis a desempenhar.

Descritores

Palavras-chave

Keywords

Citação

GUIMARÃES, Walkiria Monteiro do Carmo. Aspectos da liderança e o papel desempenhado pelo gerente de unidade básica de saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte no processo de implantação do Programa Saúde da Família. 2009. 122 f. Dissertação (Mestrado em Administração Pública) - Fundação João Pinheiro, Belo Horizonte, 2009.

Relacionado com

Contido em

Licença