Certificação bancária e regulação de mercado: relações de trabalho e (pouca) negociação

Data da publicação

2017

Orientador(es)

Coordenador(es)

Colaborador(es)

Organizador(es)

Evento

Entrevistador(a)

Entrevistado(a)

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo
O artigo delineia, por meio de pesquisa qualitativa, o movimento de certificação de trabalhadores bancários no Brasil, sob a perspectiva da regulação do Estado - Banco Central do Brasil (BACEN), das certificadoras, dos sindicatos de trabalhadores e dos bancários. Verificou-se que as relações de trabalho no interior dos bancos são afetadas pelo papel do Estado em sua função reguladora (em termos de normas setoriais e políticas de qualificação), e pelas entidades patronais (associações e federação) em suas ações de determinação das formas de organização do trabalho. Constatou-se, ainda, que o Estado brasileiro por meio de suas instituições reguladoras modifica o contexto das competências no setor bancário induzindo à prática de certificação dos trabalhadores pelos bancos que atuam no Brasil. Conclui-se que a certificação bancária resulta de regulação do BACEN e é negociada em sua forma e conteúdo, com e entre as organizações do setor. Em dez anos, mais de 500 mil bancários já buscaram a certificação para aquisição de competências. Este processo - que sob a égide da regulação do Estado ocorre sem a interferência dos sindicatos - pressionando profissionalmente os trabalhadores da área.

Abstract
The article study from qualitative research the banking labor certificaton movement in Brazil,ifrom some perspective: state regulation – Brazilian Central Bank (BACEN), certificaton agencies, laboriunions and banking. The research addresses the labor relations within the banks are affected by the role of the state in its regulatory function (in terms of sectoral and qualificaton policy rules), by employers (associatons and federation) in their determination of shares of forms of work organization. It was found that the Brazilian government through its regulatory institutions changes the context of the powers in the banking sector leading to the practice of certification of workers by banks operating in Brazil. It concludes that banking labor certification results from the Central Bank regulation and negotations about its structure and content with and between banks organizatons. In the last ten year, more than 500.000 banking sought labor certificaton for improving their skills. This process which runs under state regulation occurs without union interference although professionally press workers of that area.

Descritores

Palavras-chave

Citação

AMORIM, W. A. C. et al. Certificação bancária e regulação de mercado: relações de trabalho e (pouca) negociação. Revista de Administração da UFSM, Santa Maria, v. 10, n. 2, p. 204–222, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.5902/1983465912392. Acesso em: 3 jan. 2022.

Relacionado com

Contido em

Licença