A microcrédito no Brasil: um estudo sobre a cidade de Nova Serrana/MG

dc.contributor.advisor1Carneiro, Ricardopt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4735034Y6por
dc.contributor.referee1Gonçalves, Múcio Tostapt_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2997749006036392por
dc.contributor.referee2Fernandes, Cândido Luiz de Limapt_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/7237172398674451por
dc.creatorGrossi, Érico Andradept_BR
dc.date.accessioned2016-01-25T14:51:43Z
dc.date.accessioned2023-10-25T12:59:15Z
dc.date.available2009-11-25pt_BR
dc.date.available2023-10-25T12:59:15Z
dc.date.issued2005-05-30pt_BR
dc.description.resumoO trabalho teve como objetivo estudar o mercado de crédito para as micro e pequenas empresas do setor formal e informal de Nova Serrana, buscando identificar as dificuldades enfrentadas pelos microempresários na obtenção de crédito, financiamentos e levantar possíveis soluções para o problema. Para isso, foi feita inicialmente uma pesquisa bibliográfica e documental sobre as microfinanças e as microempresas, enfatizando a indústria de calçados, o mercado de crédito e as condições de trabalho para as bancas de pesponto da cidade de Nova Serrana. Posteriormente, foi realizada uma pesquisa de campo qualitativa com a aplicação de questionários sobre a disponibilidade de crédito, sua necessidade e as características da demanda de empréstimo e financiamentos pelas bancas de pesponto. Os resultados encontrados mostraram uma carência de crédito para o setor informal da indústria de calçados, especificamente para as bancas de pesponto. Os programas de fomento ao crédito existentes na cidade não atendem adequadamente as microempresas que operam na informalidade. As empresas precisam, na maior parte das vezes, encontrar soluções informais ou inadequadas para obter financiamento. Além dos impactos na capacidade produtiva e na qualidade do produto, as limitações de crédito geram instabilidade no emprego e na renda dos funcionários e dos proprietários. A resolução destes problemas passa pela implementação de um programa de microcrédito adaptado às necessidades do setor. Entende-se que tal programa poderia ser colocado em prática pelo sindicato patronal da categoria dos produtos de calçados (Sindinova), que já apresenta como um centro de informação e integração entre as empresas do setor.por
dc.formatapplication/pdfpor
dc.identifier.citationGROSSI, érico Andrade. A microcrédito no Brasil: um estudo sobre a cidade de Nova Serrana/MG. 2005. 101 f. Dissertação (Mestrado em Administração Pública) - Fundação João Pinheiro, Belo Horizonte, 2005.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.fjp.mg.gov.br/handle/tede/259
dc.languageporpor
dc.publisherFundação João Pinheiropor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAdministração Públicapor
dc.publisher.initialsFJPpor
dc.publisher.programCurso de Mestrado em Administração Públicapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectMicrocréditopor
dc.subjectBrasilpor
dc.subjectSistema de créditopor
dc.subjectNova Serrana (MG)por
dc.subjectIndústria de calçadospor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::TEORIA ECONOMICA::SISTEMAS ECONOMICOSpor
dc.titleA microcrédito no Brasil: um estudo sobre a cidade de Nova Serrana/MGpor
dc.typeDissertaçãopor

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
Erico Andrade.pdf
Tamanho:
10.26 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format