Relação entre o estresse materno e a inclusão escolar de crianças com paralisia cerebral

Data da publicação

2005

Orientador(es)

Coordenador(es)

Colaborador(es)

Organizador(es)

Evento

Entrevistador(a)

Entrevistado(a)

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo
O objetivo do presente estudo é analisar a relação entre o estado psicológico das mães e o status escolar de criança com paralisia cerebral (PC). A PC caracteriza-se por limitações em diferentes áreas do desenvolvimento, sendo muitas vezes um estressor para as mães. Os instrumentos utilizados neste artigo foram: o Inventário Beck de Depressão, o Questionário de Saúde Geral e o Questionário de Estresse para Pais de Crianças com Transtornos do Desenvolvimento. A amostra foi constituída de 245 mães divididas em três grupos de acordo com o status escolar de seus filhos: escola regular, escola especial e sem escola. Os resultados mostram que as mães de crianças que estão sem escola apresentam alterações no estado psicológico para duas medidas: o estresse e a percepção da mãe sobre as características da criança (dependência e incapacidade). Nós sugerimos que a relação entre o estado psicológico das mães e o status escolar da criança pode ser recíproca. Os maiores níveis de estresse e da percepção negativa de suas crianças podem contribuir para as exclusões escolar e social. Trabalhou-se com a hipótese de que o suporte social oferecido pela escola diminui o sofrimento psicológico de mães de criança com PC.

Abstract
The main objective of the present study is to analyze the relationships between mother's psychological state and school status of children with cerebral palsy (CP). CP is characterized by impairments in several developmental domains, which may function as stressors to the mothers. Instruments applied to the mothers were the Beck Depression Inventory, General Health Questionnaire and a Brazilian version of the Questionnaire on Resources and Stress (Questionário de Estresse para Pais de Crianças com Transtornos do Desenvolvimento). Two hundred and forty five mothers of children with CP were subdivided in three groups, according to the children's school status (regular school, special school, no school). Results showed that mothers of children not attending a school scored worse on two measures, stress and mothers' perceptions of child's characteristics (dependency, and impairment). We suggest that relationships between mothers' psychological state and children's school status may be reciprocal. Higher maternal stress levels and more negative perceptions of their children's functionality may contribute to school and social exclusion. We hypothesize that attending school may offer social support, moderating the psychological impact of being a mother of a CP child.

Descritores

Palavras-chave

Citação

FREITAS, P. M. et al. Relação entre o estresse materno e a inclusão escolar de crianças com paralisia cerebral. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 57 n. 1, p. 46-57, 2005. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672005000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 28 mar. 2022.

Relacionado com

Contido em

Licença